Auto News Fábio Mota corre frente ao seu público em Vila Real

O piloto português chega à sua etapa caseira depois de ter alcançado excelentes resultados no dantesco circuito de Nurburgring – Nordschleife, que se saldaram num terceiro e num segundo lugares, chegando ao clássico traçado transmontano ainda mais entusiasmado e determinado em prosseguir a senda de boas classificações.

A pista citadina de quatro mil e seiscentos metros e vinte e quatro curvas é do agrado de Fábio Mota que no ano passado estava no primeiro lugar da qualificação, na luta pela pole-position, quando uma falha travões na rapidíssima Descida de Mateus o obrigou a um violento embate com os rails.

Apesar da contrariedade, o piloto de Vila Nova de Gaia não virou a cara à luta e na segunda corrida do programa conseguiu recuperar até ao quarto posto, cruzando a linha de meta a pressionar o terceiro classificado.

No próximo fim-de-semana Fábio Mota pretende voltar a mostrar o excelente andamento que evidenciou em 2016 e assegurar resultados semelhantes ou melhores aos que que garantiu em nas montanhas de Eifel. “Nurburgring – Nordschleife e o circuito de Vila Real tem muitos pontos em comum – ambos são rápidos, com muitas curvas cegas, exigentes para os carros e onde os pilotos podem fazer a diferença. Em 2016 estive rápido, mas tive um problema que condicionou todo o meu fim-de-semana, este ano espero continuar competitivo, apesar da concorrência estar mais forte, e poder prosseguir os bons resultados que conquistei na Alemanha”, sublinhou o português.

Regressar a Vila Real é sempre um sentimento muito especial para Fábio Mota, que sempre contou com um forte apoio da população local, esperando retribuir a simpatia dos vila-realenses com o resultado que merecem. “Sempre senti muito carinho em Vila Real, desde os meus tempos do karting, sentimento que se manteve desde a minha primeira corrida de carro na pista transmontana. Seria, portanto, extraordinário poder retribuir todo esse apoio com um triunfo. Sei que não será fácil e nem sequer é algo que posso prometer, as corridas de automóveis são imprevisíveis, mas garanto que vou dar o máximo para que isso aconteça”, assegurou o piloto apoiado pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Turas, Plastoform, Wetor, Glassdrive, NSS e RM Tech.

O programa da ronda de Vila Real da competição que se assume como a antecâmara do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo – WTCC inicia-se no sábado, sendo as corridas realizadas no domingo e transmitidas em directo no Eurosport e no website, TVI Player e Facebook da TVI.