Auto News 3 Horas de Spa: Extravagância competitiva na magia das Ardenas

A competição organizada pela Race Ready bate, de novo, todos os recordes com uma grelha muito preciosa em que se destacam os potentes Ford GT. Uma nota especial para a estreia há muito aguardada do Ferrari 308 GT4 da dupla Freitas/Ribeiro.

Está praticamente tudo a postos para um dos momentos altos do ano do Historic Endurance. A popular disciplina destinada a modelos clássicos vai estar em Spa-Francorchamps para as 3 Horas de Spa, corrida que volta a marcar a história desta competição. Os números são claros. O desafio que homenageia os magníficos desafios de resistência que estão no imaginário de todos os apaixonados pela modalidade, foi alvo de interesse por parte dos participantes como nunca tinha acontecido.

A organização das 3 Horas de Spa recebeu praticamente uma centena de inscrições. A grelha limitada a 82 implicou à criação de uma lista de espera para quem já não conseguiu lugar. A competição que tem como lema “Relaxed Historic Racing” prepara-se, assim, para mais dois dias de competição emocionante em pista e o melhor espírito “club racing” no paddock.

A nível competitivo, a corrida do Historic Endurance vai ter quatro categorias. Destaque para a presença de dois Ford GT40 que serão, certamente, candidatos aos primeiros lugares. No entanto,face à duração da prova, e como as regras obrigam os “gentlemen drivers a fazer um turno longo, tudo pode acontecer. O interesse não se resume ao portentoso modelo norte-americano. As formações inglesas são fiéis aos fabricantes do seu país e apresentam-se com vários TVR Griffith, Jaguar E-Type, Lotus Elan e 11 MG B. Todas se constituem como potenciais surpresas na classificação até porque em 2016 foi um TVR Griffith que venceu a prova.

Não esquecer, ainda, os automóveis mais modernos. O vencedor da prova de Jarama, o Pantera Alemão com Von der lieck / Kelleners, terão certamente uma palavra a dizer assim como habituais Porsche 911 presentes que, mais uma vez, se fazem representar em número suficiente para justificar o porquê da marca germânica ser uma das preferidas dos pilotos que correm nesta competição.

Entre a comitiva portuguesa, uma nota para a estreia tantas vezes adiada do Ferrari 308 GT4, preparado pela RP Motorsport, de César Freitas e Rui Ribeiro. A esta dupla juntam-se mais 14 pilotos nacionais. Um é Gonçalo Gomes que, com James Claridge, vai estrear o Lotus 47. Manuel Ferrão e Miguel Moreno apresentam-se ao volante da “Bomba Verde” (Porsche 911 2.3 ST) de Américo Nunes. Carlos Barbot conta com a ajuda do jovem piloto Pedro Matos para tentar repetir a vitória nos H65 até 2000cc ao volante do Lotus Elan 26R. Não vai ser fácil porque só esta classe conta com 27 competitivas equipas. Ambas em Porsche, as formações constituídas por Carvalhosa/Dal Maso e Brízido/Albuquerque/Pina Cardoso estão concentradas em repetir as boas prestações de 2016. A tarefa não será fácil, em virtude dos muitos adversários de nível que estão em Spa, mas ambos acreditam que podem repetir ou melhor o quarto e o sétimo lugares, respectivamente, nas categorias em que participam.

Entre as formações lusas está incluída, também, a estrutura da família Gaspar. Depois da participação no ano passado com um Ford Escort de Grupo 1, o “bichinho” infiltrou-se e nesta edição, Fernando Gaspar e Fernando Mayer Gaspar apresentam-se com um modelo igual, mas melhor preparado. Aos dois pilotos junta-se Santos Mendonça, filho do piloto que em 1973 venceu, nesta mesma pista, o Europeu de Sport Cars 2L ao volante do famoso Lola 292 Team Bip.

Para Diogo Ferrão, responsável pela organização das 3 Horas de Spa, as expetativas são altas para um fim-de-semana que reflete o trabalho de épocas. “Após vários anos com as grelhas a crescer, atingimos o máximo possível. Este é o corolário de cinco anos de desenvolvimento do Historic Endurance, ganhando reputação em Portugal e na Europa até conseguirmos estes números. Como todos os meus bem-sucedidos pilotos me ensinaram, a dedicação e o árduo trabalho são essenciais para o sucesso. Quem colabora connosco sabe que o serviço que prestamos é muito mais do que uma inscrição. É utilizar o nosso ‘know how’ para aconselhar os pilotos para oferecer a melhor solução de transporte e logística de carros e pilotos, passando, inclusive, por soluções técnicas e compra de automóveis para a competição.

Se fizer uma retrospetiva da evolução nos últimos três anos, penso que mesmo a nível europeu foi um dos líderes à mudança de mentalidades, equipas que orgulhosamente participam em provas, pelo enorme prazer de o fazerem sem terem nenhuma competição final a alcançar. Além dos números de inscritos, que no final do dia é sempre o que distingue uma boa de uma má organização, é também um grande orgulho quando vejo que outras organizações em diversos países começam a imitar o nosso modelo de serviço e organização. Agora é não mexer no que estás corrto e ir apenas dando uns retoques no que está menos bem, pois no desporto motorizado nunca se pode deixar de evoluir”, afirmou.

Programa

Sexta-feira, dia 23 de Junho

18h45 – 19h30 – Qualificação

Sábado, dia 24 de Junho

17h55 – 20h55 - Corrida