Auto News José Correia garante segunda vitória vitória consecutiva no Campeonato Nacional de Montanha

José Correia chegava naturalmente motivado à Covilhã, depois do histórico resultado obtido na Falperra onde ganhou a prova do Campeonato da Europa FIA na sua categoria. O fim-de-semana na Serra da Estrela até não começou da melhor forma, já que um toque na primeira subida de treinos impediu-o de realizar as restantes subidas de sábado e obrigou a equipa de assistência a um esforço extra para reparar o Nissan Nismo GT-R GT3.

No domingo, José Correia recuperou da melhor forma nas três subidas oficiais, melhorando sempre os seus tempos até rodar em 2:54.901 na terceira e última subida, um tempo apenas superado por quatro das barchettas presentes na Covilhã.

“O fim-de-semana começou mal mas, felizmente, acabou bem”, começou por referir José Correia. “O toque no sábado danificou o carro e o sr. Luís da Vettra Motorsport teve que ir de propósito a Braga buscar material. Depois, toda a equipa fez um grande trabalho a reparar o carro até altas horas da madrugada. No domingo estava tudo em condições e pude atacar mais na terceira subida de prova, já que não quis correr riscos na primeira e segunda subidas. Foi uma excelente vitória para o campeonato mas deixo aqui o meu agradecimento ao sr. Luís, ao sr. Bastos, ao André e a toda a equipa da JC Group”, concluiu José Correia, que com mais esta vitória reforça o comando da competitiva Categoria 2 do Campeonato Nacional de Montanha.

Como já é hábito, a JC Group Racing Team também teve outro carro nas suas fileiras na Covilhã, o Ford Escort Mk1 pilotado por Augusto Vasconcelos. Apesar de reconhecer que ainda está numa fase de aprendizagem em relação às rampas e ao Escort, Augusto Vasconcelos conseguiu subir ao pódio na prova do Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha, após um intenso duelo com Parcídio Summavielle. “Correu bem e penso que um lugar no pódio é sempre meritório”, afirmou o piloto e arquiteto. “O carro ficou com os travões bloqueados logo na primeira subida de treinos no sábado e isso naturalmente retirou alguma confiança para as restantes subidas. Mas eu estou sobretudo a aprender este desporto e conto com os ensinamentos e a ajuda dos meus amigos e adversários da categoria, que em conjunto com a equipa técnica têm sido fundamentais para a minha evolução”, referiu Augusto Vasconcelos.

A próxima prova do Campeonato Nacional de Montanha será a Rampa de Santa Marta, agendada para os dias 17 e 18 de junho.