Auto News Filipe Albuquerque com o resultado possível em Monza

Filipe estava triste mas ao mesmo tempo ciente que foi o melhor resultado que poderiam ter conseguido dadas as circunstâncias: "Ao contrário da qualificação em que o carro estava óptimo em situação de corrida, o Ligier tornou-se muito difícil de pilotar. O compromisso que optámos para a prova não estava, de perto nem de longe, competitivo que permitisse discutir os lugares da frente. Vou uma verdadeira luta", começou por explicar.

Aliada à essa dificuldade houve ainda outros problemas que não deixaram ir mais além: "As decisões que tomámos quando a pista estava toda com bandeiras amarelas também não foram as mais acertadas e fomos perdendo tempo. Quando entrei em pista para o último stint, percebi que ia ter de sobreviver com o carro que tinha nas mãos. Foi o que fiz o tempo todo: remar contra a maré. Não foi no entanto uma corrida perdida porque aprendemos muito, sobretudo o caminho que não devemos seguir. Agora é focar na próxima", disse.

E a próxima prova acontece a 23 de Julho em Red Bull Ring na Áustria.