Auto News Fábio Mota conquista 2 pódio no circuito mais difícil do mundo

Depois de ontem ter assegurado o terceiro posto na grelha de partida, apesar de algumas contrariedades na primeira sessão de treinos-livres, o português encarava as provas de hoje com o objectivo de alcançar o pódio e a sua performance de hoje acabou por ir de encontro aos seus desideratos.

Na primeira prova, o português arrancou bem, tendo estado na luta pela vice-liderança ao longo de toda a corrida, para ver a bandeirada de xadrez a dois décimos de segundo do segundo classificado.

O terceiro posto garantiu-lhe o sexto lugar na grelha de partida para a segunda corrida da jornada, o que dificultava a tarefa de Fábio Mota, mas nem isso deixou o português menos determinado.

O piloto da Lein Racing, assistida tecnicamente pela Lema Racing, foi galgando posições, terminando a segunda volta na terceira posição. No entanto, Fábio Mota não ficou por aí, continuando com um ritmo forte, terminando a corrida no segundo posto, a menos de dois segundos do vencedor e com a volta mais rápida no bolso. “Foi um excelente desfecho para um fim-de-semana que não foi fácil, mas ao longo do qual nos mostrámos sempre competitivos. A equipa esteve muito bem, dando-me um carro competitivo e fiável, o que num circuito como este, é muito importante. Penso que estes dois pódios são a recompensa para todos nós pelo trabalho que temos vindo a realizar e demonstra que, como já era evidente desde Hungaroring, temos andamento para nos batermos pelos lugares do pódio”, sublinhou Fábio Mota.

Depois da ronda no circuito mais exigente do mundo, a competição que se assume como a antecâmara do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo vai agora para o circuito de Vila Real, onde o português pretende manter a competitividade que tem vindo a evidenciar e os resultados que assegurou no “Inferno Verde”. “Temos vindo a evoluir bem desde o fim-de-semana difícil de Monza e aqui conseguimos conquistar dois resultados no pódio, validando o nosso trabalho. Agora, temos que prosseguir e manter o elevado nível que temos evidenciado para chegarmos a Vila Real com a possibilidade de lutarmos pelos lugares do pódio”, concluiu o piloto pela Würth, Sika, Projectiva, Serafim Marques, Turas, Plastoform, Wetor, Glassdrive, NSS e RM Tech.

A ronda portuguesa da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo disputa-se entre os próximos dias 23 e 25 de junho de 2017.