Auto News Álvaro Parente impressiona em Silverstone

O carro de Woking arrancou para a prova de três horas do quadragésimo segundo lugar da grelha de partida, tendo sido o piloto de Manchester a efectuar o primeiro turno, mas foi quando o português assumiu os comandos da máquina com o dorsal quarenta e dois que este realmente começou a escalar na classificação.

Álvaro Parente, com um andamento avassalador, carregou o McLaren 650S preto desde para lá dos trinta primeiros até ao décimo posto, posição em que entregou o carro a Lewis Williamson, que depois, com um bom turno conseguiu subir a oitavo. “Tinha que atacar ao máximo se quiséssemos subir posições e foi isso que fiz. Realizei um stint em ritmo de qualificação, fiz muitas ultrapassagens e consegui ganhar muitas posições. O Lewis efectuou também um bom ritmo e terminámos num bom oitavo lugar, se olharmos para de onde viemos”, sublinhou o piloto da McLaren GT.

Após a corrida de hoje, o português faz um balando positivo ao seu regresso episódico à Blancpain Endurance Cup. “Gostei de regressar a esta competição, é muito competitiva e tem uma postura mais de endurance, muito embora todas as voltas sejam realizadas a fundo. Penso que o resultado é muito positivo, uma vez que a qualificação não nos correu bem e começámos muito atrás. Agora espero que o Nick (Leventis) possa recuperar rapidamente e ocupar o seu lugar”, concluiu Álvaro Parente.

O piloto oficial da McLaren GT não para e no próximo fim-de-semana terá mais uma ronda do Pirelli World Challenge, tendo o Canadian Tire Motorsport Park, antigo Mosport, como palco.