Auto News Prestação meritória para a Veloso Motorsport nos Açores

Manuel Castro e Luis Costa, faziam nos pisos de terra do rali Açoriano a sua segunda prova com o novo Hyundai i20 R5. Num ano em que a prioridade passa por conseguir uma perfeita adaptação a um carro de última geração, Castro cumpriu integralmente os objectivos, finalizando o rali num meritório sexto posto absoluto no nacional de ralis.

Manuel Castro: “Acabamos por sair satisfeitos dos Açores, depois de uma prova muito difícil em todos os aspectos. Começamos mal, com alguns imprevistos e vários percalços a condicionarem-nos no primeiro dia, mas no final o saldo é muito positivo e acima de tudo conseguimos cumprir o principal objectivo, de melhorar a nossa adaptação ao carro e ao mesmo tempo marcar preciosos pontos para o campeonato.

Tirando o tempo perdido no primeiro dia, cerca de quatro minutos, e feitas as contas no fim do rali, teríamos andado a lutar pelos lugares de pódio e por um ”top dez” em termos de europeu, o que é fabuloso tendo em linha de conta que os nossos adversários são muito mais experientes que nós.

O rali foi disputado em condições muito difíceis, com os pisos muito duros e principalmente por causa do nevoeiro, que era tão intenso que tinha alturas em que não víamos nada, nada… Conseguimos contornar as dificuldades e algumas “pedras” que nos apareceram no caminho. Chegar ao fim foi já uma saborosa vitória. Gostaria por último de expressar o nosso enorme agradecimento à Auto Elgê, concessionário Hyundai em Ponta Delgada, que nos disponibilizou um pára-brisas para o carro depois de termos partido o nosso. Apesar de não terem esta peça nova em stock, resolveu-nos o problema tirando um para-brisas de um dos carros em exposição no seu stand!”

A prova de Carlos Fernandes e Valter Cardoso com o Skoda Fabia S2000 da Veloso Motorsport pautou-se pela abnegação e segurança, conseguindo uma estreia a todos os níveis notável, que culminou com a obtenção da sétima posição final na classificação reservada ao Campeonato Nacional de Ralis.

Carlos Fernandes: “Foi um rali muito difícil, onde senti imenso o peso de uma estreia absoluta em condições climatéricas por vezes muito más. Tudo era novo para mim desde o carro, à equipa, a um rali a este nível e com um tipo de piso diferente do que encontramos no continente. O Skoda Fabia S2000 é um bom carro, com muito potencial, mas que eu não consegui aproveitar ao máximo, quer por falta de testes, - que foram muito poucos -, quer pelas condições tremendamente difíceis que encontramos, sobretudo no dia de sábado onde fomos forçados a tomar especiais precauções para terminar a prova. Quero agradecer à equipa, esteve muito bem, sempre inexcedível no seu trabalho. O balanço que faço é ainda assim muito positivo, valeu pela experiência.”

A Veloso Motorsport prepara agora o regresso ao asfalto, que acontece já no final de Abril, com a realização do Rali Casino de Espinho.