Auto News Alexandre Franco sem sorte em Loulé

A dupla alenquerense partia apostada em começar a temporada da melhor forma, mas a sorte não esteve pelo seu lado na prova organizada pelo Clube Automóvel do Algarve, com um problema mecânico a deixá-los fora de prova bem cedo.

Alexandre e Rui Franco começaram regulares no prólogo, conseguindo um resultado que os deixava relativamente perto dos lugares do pódio, mas ainda na primeira vintena de quilómetros do primeiro quilómetro tudo se precipitaria, com o diferencial traseiro a quebrar, levando-os ao abandono.

O piloto que conta com os apoios da Goldentrans e da DURA Automotive Systems admitiu que “este foi um mau começo de temporada. Na verdade não tivemos tempo para efectuar os testes que queríamos e fomos para a prova com apenas trinta quilómetros feito com o carro”.

“No prólogo sentimos alguns problemas de potência, mas o pior estava mesmo para vir no primeiro sector. Entrámos com um andamento muito forte no primeiro sector e ao Km 10 já estávamos no quarto posto, mas o diferencial traseiro viria a ceder pouco depois. Perdemos uma hora a bloquear o diferencial central e viemos até ao final do sector apenas com tracção dianteira. Chegados á assistência, optámos por abandonar, pois não havia forma de reparar o problema. Agora o nosso pensamento já está na prova de Reguengos de Monsaraz, pois nada está perdido”, finalizou Alexandre Franco.

A próxima prova do Campeonato Nacional de Ralis terá lugar nos dias 26, 28 e 28 de Maio, com a Baja TT Reguengos de Monsaraz a prometer algumas novidades ao nível do percurso e com a Scuderia Goldentrans/DURA a esperar ter melhor sorte.